Goiaba do Polo Baixo São Rafael, em Linhares, será comercializada para venda in natura, polpa, suco e geleia

Até o final de abril começa a colheita da primeira safra da goiaba no Polo Baixo São Rafael e já tem mercado garantido para compra da fruta. Os primeiros frutos serão comercializados para um supermercado localizado no bairro Três Barras que venderá a fruta in natura, além de polpa, do suco 100% natural e da geleia de goiaba.


Sandro Bruyn será um dos primeiros produtores a colher o fruto e está na expectativa para comercialização. Ao todo são cultivadas no Programa Municipal de Fruticultura de Linhares 6.325 plantas em 10 hectares, atendendo a 23 produtores.


“É muito bom saber que estou no início da colheita e já tem comprador interessado no produto, isso me deixa mais animado. Estou muito satisfeito com a goiaba que é uma fruta boa pra trabalhar. Tenho intenção de plantar mais um pouco, até porque o café tem época que não está bom de preço. Sempre tive vontade de plantar e o programa me deu esse apoio e, inclusive, uma vez por mês recebo assistência aqui”, disse o produtor do Assentamento Humaitá.


O coordenador do Oriundi Supermercados, Julio Cesar Coelho Delaia, disse que o estabelecimento vai demandar uma média semanal de cerca de 300 quilos da fruta, inicialmente.


“Vamos adquirir a goiaba para beneficiamento, transformando em suco 100% natural, polpa e geleia, além da venda in natura. Estamos remodelando nossas salas de preparação para num futuro bem próximo trabalhamos com outros mix de produtos como o açaí e a uva”, explicou.


O secretário Municipal de Agricultura, Franco Fiorot, pontuou que a projeção estimada pelo Programa Municipal de Fruticultura é colher aproximadamente 190 toneladas na primeira safra, prevista para o período de abril a novembro deste ano.


“Em pouco mais de um ano do plantio já temos goiaba produzindo e estabelecimentos interessados na aquisição das frutas. Desde o início da implantação dos polos buscamos aproximar os mercados dos produtores para efetivar parcerias e atrair novos mercados e, também, para que chegue à mesa do consumidor e saboreie o fruto produzido em solo linharense”, pontuou o secretário, ressaltando que a Prefeitura já trabalha a possibilidade de fornecimento da goiaba do Polo para a Merenda Escolar.


O secretário explicou, ainda, que no Polo Baixo São Rafael a estratégia adotada nos plantios foi a poda de produção escalonada e dividida em duplas de produtores, para que haja a produção dos frutos e geração de renda durante todo o ano.


O prefeito Guerino Zanon disse que o Programa Municipal de Fruticultura tem um olhar diferenciado para as pequenas porções de terras nas propriedades e se tornou referência no Espírito Santo. “A fruticultura é um segmento promissor, com grande potencial, e o município possui condições climáticas favoráveis à produção de frutas. Temos caminhado a passos largos para fomentar a agricultura local. Muito nos orgulha os frutos que temos colhido nesse programa que é ainda é jovem, mas já mostra que veio para diversificar as alternativas de renda do produtor e vem ganhando cada vez mais espaço no mercado”, disse o prefeito.


Programa de Fruticultura


O Programa Municipal de Fruticultura é dividido em cinco polos: Polo Distrito Farias, com cultivo de cajá manga anão; Polo Alto São Rafael (região de São Judas), a uva; Polo Baixo São Rafael (localidades Córrego Dr. Jones, Humaitá e Bagueira), a goiaba; Polo BR 101 Sul (distritos de Rio Quartel e Desengano), o limão; no Polo Litoral (Pontal do Ipiranga, Regência, Povoação e Bebedouro), o açaí.

Fonte: Campo Vivo

Compartilhe nas Mídias Sociais

Fale Conosco
(27) 3185-9226
Av. Nossa Senhora da Penha, 1495, Torre A, 11° andar.
Santa Lúcia, Vitória-ES
CEP: 29056-243
CNPJ: 04.297.257/0001-08