Família se une em Fundão para montar agroindústria

Anos atrás, o funcionário público Adriano Ramos, iniciou o sonho de ter uma agroindústria de produtos alimentícios. Em 1996 ele participou de um treinamento do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Espírito Santo (Senar-ES) de Produção de Defumados e Embutidos de Origem Animal, mas somente em 2020 seu projeto se tornou real.


Com a pandemia da Covid-19 sua família enxergou a oportunidade de terem a própria empresa, em Fundão (ES), resgatando as receitas do treinamento que Adriano participou.


“Guardo o certificado de participação do Senar-ES com muito carinho. Foi a partir desse curso que começamos um projeto de formalização da nossa fábrica Morada Nova. Quando veio a pandemia, ficamos mais em casa e, preocupados com toda a situação que enfrentamos, eu e minha esposa decidimos iniciar a produção das primeiras linguiças de frango”, conta Adriano.


Ele revela que a agroindústria foi uma forma de unir mais a família, pois além dele e da esposa, Adriana Ramos, seus filhos Fellipe e Rayssa também trabalham na empresa.


“O trabalho familiar é muito importante. Aqui um coopera com o outro e isso faz valer a pena o trabalho. É aqui que discutimos, crescemos, ajudamos um ao outro. É aqui que estreitamos os laços, as afinidades entre nós crescem, vemos algo no outro que ainda não víamos. Foi assim que nasceu a nossa empresa”, diz a professora Adriana.


Todos os produtos da agroindústria são feitos artesanalmente. Entre eles estão a linguiça de porco, a linguiça de porco com pimenta, o torresmo de rolo, a pancetta picadinha, a linguiça de frango, o cudiguim, os cortes de carnes, o kit feijoada e a banha de porco.


“Nosso foco é vender em feiras livres no Shopping Boulevard, em Vitória, e na feira de Fundão. Vendemos também em nossa fábrica para quem vem nos visitar. Temos um projeto de abrir um ponto comercial aqui no município para atender melhor os clientes e em breve isso sai do papel”, conta a advogada Rayssa.


Para Fellipe, filho de Adriano, a agroindústria foi a oportunidade de vencer a depressão e dar um novo rumo para sua carreira.


“Minha história com a agroindústria começa desde 2018, quando iniciei meu curso de administração de empresas, em São Paulo. Enfrentei a depressão e precisei voltar para o Espírito Santo. Foi aí que iniciamos a empresa. Para o futuro, penso em adaptar nosso sítio para se tornar autossustentável, iniciar a faculdade de agronomia e me especializar na área, além de finalizar meu curso de administração de empresas”, revela Fellipe.


Oportunidade para agroindústrias 


O Senar-ES oferece treinamentos, Assistência Técnica e Gerencial e consultorias para as agroindústrias capixabas. As capacitações têm foco na produção de derivados de carne, leite, vegetais, além de trabalharem a parte de gestão da empresa e de comercialização dos produtos.


“Há 28 anos o Senar realiza capacitações no Espírito Santo. É muito importante que o produtor rural agregue valor a sua produção e as agroindústrias são boas oportunidades para isso. Esse retorno para o produtor é um trabalho fundamental que temos realizado no campo. Ensinamos a produzir com qualidade, abrir e regularizar sua agroindústria, incentivamos a comercialização com nota fiscal. Ganha o produtor, ganha o município, ganha a nossa instituição”, comenta o coordenador de Formação Profissional do Senar-ES, Fabrício Gobbo.


As famílias rurais interessadas em participar das capacitações e da ATeG do Senar-ES devem procurar o Sindicato Rural do seu município: www.faes.org.br/sindicatos.

Fonte: Comunicação Senar-ES

Compartilhe nas Mídias Sociais

Fale Conosco
(27) 3185-9226
Av. Nossa Senhora da Penha, 1495, Torre A, 11° andar.
Santa Lúcia, Vitória-ES
CEP: 29056-243
CNPJ: 04.297.257/0001-08