Produção de milho, arroz e café deve crescer no Espírito Santo

15/08/2018

O tempo está soprando boas notícias para o agronegócio capixaba. Após uma safra pequena no ano passado no Espírito Santo, a projeção para este ano é de recuperação apesar da tendência de queda a nível nacional. Dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgado pelo IBGE, apontam que os principais crescimentos devem ocorrer na colheita de arroz, milho e dos cafés conilon e arábica.

Principal produto do agronegócio capixaba, o café conilon, que no ano passado teve safra de 379,1 mil toneladas, em 2018 deve chegar a 550,6 mil toneladas, um crescimento de 45,3% na projeção do IBGE, que é feita mensalmente para acompanhar a evolução da produção dos principais produtos agrícolas.

"O Estado é referência mundial em inovação no café conilon, e esse desenvolvimento tecnológico, que permite maior resistência e produção, aliado aos bons eventos climáticos estão sendo os responsáveis por essa expectativa favorável", explica Roberto Amadeu Fassarella, professor de Economia do Agronegócio da Ufes.

Já o arábica, que fechou 2017 com 178,8 mil toneladas colhidas, neste ano deve chegar a 228,1 mil toneladas, uma alta de 27,5%. Os números, na avaliação dos especialistas, apontam para uma recuperação fruto das boas condições climáticas neste ano.

"As lavouras novas entraram em produção no exato momento que o clima estava favorável, sem desastres como seca ou muitas chuvas. Com isso, a produção cresce e os grãos estão com mais consistência e qualidade", explicou o presidente da Federação da Agricultura do Espírito Santo, Júlio Rocha.

Fonte: Gazeta Online