“Comecei a enxergar a propriedade como uma empresa”

27/07/2018

A frase é da produtora Helen Barboza Lima, de Muqui, que aprendeu nos treinamentos do Senar-ES a diversificar sua produção da porteira pra dentro. “Já tinha começado o plantio de flores copo de leite, mas descobri que eu não sabia o que precisava. Então, me indicaram os cursos do Senar-ES e fiz de floricultura, jardinagem e gestão moderna de propriedade rural e comecei a enxergar a propriedade como uma empresa. Ampliei o cultivo de flores, expandi para a cultura da pimenta. Hoje faço geleias de pimenta, laranja, hortelã e começarei a trabalhar com turismo rural. Participo da Associação de Flores, Sucaflor, que abrange cidades do sul e do Caparaó, e da Cafesul (Cooperativa de Cafeicultures do Sul do Espírito Santo), em um grupo de mulheres que organizam cafés institucionais e lançamos recentemente o nosso pó de café: chamado Póde Mulheres, que já está sendo comercializado em cafeterias e na cooperativa”.

Foto: Arquivo Pessoal